24 fevereiro 2016

Livro x Filme - P.S Eu te Amo



O livro P.S Eu te amo foi lançado em 2004 e hoje com mais de uma década de sucesso ainda conquista muitos corações. Vi o filme primeiro e gostei, lembro que chorei e ri! A vontade maior era de ler o livro, então aproveitei que o tempo passou e eu não lembrava tão bem do filme.

Devido a todo o amor pela história, hoje eu trouxe um combo, Resenha do Livro + Filme, com comparações entre os dois, então se prepare que lá vem post grande!!

Sobre o livro, minha resenha.

Achei o livro encantador, a autora consegue demonstrar de uma forma suave a dor da perda de Holly e te prende totalmente na história, te fazendo sorrir e chorar,  você sente os sentimentos da personagem e sofre com ela (pode pegar a caixinha de lenço para leitura!!!!).
Holly era casada com Gerry, um cara incrível, que morreu cedo devido a um tumor no cérebro.

Após a perda, ela fica totalmente perdida em seu mundo novo, um mundo que para ela é incompreensível, pois como conseguir viver sem o seu grande amor?

Devido às brincadeiras do casal, Gerry ainda com saúde falava que deixaria uma lista com regras para ela seguir após sua morte, mas eles nunca pensaram que isso poderia se tornar realidade.

A lista vem em forma de cartas, todo mês Holly tem uma para ajuda-la. Ela não estava pronta para perda, então, as cartas conseguem propor coisas que ela sozinha não teria coragem de fazer, mas com os pedidos de Gerry ela se sente na obrigação de realizar.


Gostei do final, pois conseguiu me surpreender de uma forma positiva, eu gosto quando o previsível te engana e mesmo assim termina de uma forma incrível.
  


Então, após essa leitura fascinante que não conseguia largar, fiquei muito satisfeita com o final, e pensei logo em ver o filme novamente!!

O filme que lançou em 2007, traz a Atriz Hilary Swank como Holly, que particularmente esperava ser mais bonita do que imaginei com o livro e Gerard Butler como Gerry, eu imaginava um “Querido Jonh”, mas na verdade ele é músico, mas não deixei de gostar da escolha dos atores.


As diferenças são enormes e confesso que depois da leitura fiquei chateada com o filme.





TOP 5 - Livro x Filme

•           As Cartas
-Livro: Estavam na casa da mãe de Holly, dentro de um envelope com a descrição de lista, todas as cartas eram descritas com seu mês.
-Filme: Elas chegavam pelos correios ou de outras formas, já elaboradas por Gerry.
- Opinião: Bem, gostei das duas formas, mas considero a ideia do filme mais divertido e romântico.

•           Família de Holly
- Livro: Seus pais são adoráveis e sempre que podem tentam lhe ajudar, Holly tem quatro irmãos totalmente diferentes e que são muito importantes durante toda a história.
- Filme: Sua mãe foi abandonada pelo pai de Holly, durante o filme só aparece sua irmã Ciara.
-Opinião: Por que o pai dela tinha que ter largado a mãe? A mulher parece amargurada, seus irmãos totalmente ignorados no filme.

•           Viagem
-Livro: Em um determinado mês, Holly recebe um presente de Gerry: uma viagem para a Espanha em Lanzarote, um lugar lindo e relaxante, com praia e um hotel incrível.
-Filme: Ela vai para Irlanda, um lugar frio, porém lindo, justamente o lugar que eles se conheceram.
-Opinião: Bem, eu iria amar ganhar férias para um lugar frio, ainda mais para Irlanda. Olhando para o ponto da história, em que ela já mora em um lugar frio, prefiro a praia, mas esse é um ponto muito relativo, o que destaca de verdade é a diferença de ambos. Há um detalhe extra no livro eles moram na Irlanda e no Filme nos EUA.


•           Um novo amigo
-Livro: Um tempo depois da morte de Gerry, Holly conhece Daniel em um show da banda do seu irmão, um cara charmoso, engraçado, que faz companhia nos momentos mais complicados, ele é um cara super legal.
-Filme: Ela conhece Daniel no velório do Marido, ele é muito bobão, digamos idiota.
-Opinião: Posso disser que não gostei nem um pouco de Daniel no filme.


•          Relacionamento
-Livro: Durante o livro Holly pensa bastante como e quando ela pode se relacionar com outra pessoa, pensa muito com o que as pessoas vão pensar, além disso, ele era o amor da vida dela, desde novos juntos, difícil pensar em outra pessoa ocupando o espaço que antes era de Gerry.
-Filme: Ela consegue se relacionar já na metade do filme, com o incentivo de suas amigas, mas claro que ela ainda ama o marido.
-Opinião: No livro o sofrimento é mais intenso, o amor, o sentimento, então, as cartas fazem muito mais sentindo, pois demonstra que realmente ela não estava pronta para viver sem Gerry.




O filme teve todo o seu valor, mas uma coisa que não podemos questionar é que o livro sempre (Pelo menos em minha opinião) é melhor que o filme, fazer o que?!

Sei que ficou um pouco grande essa resenha, juro que tentei ser "resumida", mas espero que tenham gostado! Beijoos e até a próxima.