30 julho 2015

Livro Favorito - 4° Parte (Não se apega, não + Como matar seu marido)

Hola muchachas!!

Vamos a 4° parte da minissérie livros favoritos!!

Hoje vou falar de dois livros engraçados e com o tema principal relacionamento.
Por ordem de leitura, primeiro  Como matar o seu marido - e outras utilidades domesticas e depois  Não se apega, não.







Vamos as sinopse...


Sinopse - Como matar o seu marido - e outras utilidades domesticas

Amigas desde os tempos de faculdade, a ínica infração que se poderia esperar de Jazz, cassie e Hannah seria uma multa por excesso de velocodade. Contudo, o cenário muda quadno Jazz é acusada de assassinar o seu marid, o famoso e queridinho da mídia Dr. David Studlandes. Agora, entre histórias de brigas, ex-namorados, lágrimas e sexo, Cassie e Hannah, colegas de Jazz dos tempos de faculdade, terão de provar a inocência da amiga. Que pode não ser tão inocente assim.



Sinopse - Não se apega não

Tudo começa com um ponto-final; a decisão de terminar o namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal per-fei-to! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos. Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, com as tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.


Minha opinião:

Já vou avisando para a mulherada que "Como matar o seu marido" não é um manual de instruções kkkkkkk, mas há um crime a ser desvendado, porém nada que vá despertar o seu lado detetive de ser rsrsrs!!!

O livro conta a história de três casais, em que as mulheres são amigas há bastante tempo, cada uma com o seu problema de relacionamento, ambas tentam se ajudar, mas nem sempre a "ajuda" é boa ou sábia. 

Ri bastante com o livro, e é engraçado quando você ler este livro em ambientes públicos, imagina uma capa como essa e você rindo horrores, no minimo as pessoas devem imaginar que você é uma psicopata kkkkkk, mas enfim, depois da metade comecei a ficar chateada com o rumo da história, com o comportamento de alguns personagens. É eu sou um pouco assim, me envolvo tanto na história que fico - (caracaaa não faz isso idiota !! - não acredito nisso - que absurdoooo!!). 

Bem, apesar de ser uma comédia e envolver um crime ele faz você refletir um pouco sobre relacionamento, matrimonio, comportamento, prioridade e sobre os homens!! rsrs



Agora o "Não se apega, não", não tem crime, mas envolve muito humor e também aborda o assunto relacionamento, mas o tema central é - Desapegar de coisas que não lhe faz bem.

Este livro é da Blogueira Isabela Freitas, que o foco principal é relacionamento e comportamento.

O livro conta a história de Isabela, e começa pelo final, termino do seu namoro com Gustavo, o fato espanta muito as pessoas ao seu redor. Eles consideravam que Isabela e Gustavo um casal perfeito, mas na verdade Isabela não era uma pessoa feliz no relacionamento.

Durante a história ela conta com ajuda dos amigos para passar por algumas situações, então tem muito desabafo, rolos e brincadeiras.

Apesar do título do livro parecer direcionado para uma personagem forte, a Isabela mostra o contrário, é bem delicada, chorona e indecisa, sempre acha que encontrou o amor verdadeiro, o seu príncipe "encantado", mas acaba sempre se dando mal nos relacionamento. 

Ela têm seus fiéis amigos, que sempre quando podem estão ao seu lado, lhe oferecem conselho e um ombro amigo, sempre dando um choque de realidade, o que acaba a ajudando. 

Bem, no final esperava muito acontecer uma coisa, que eu não vou falar neh gente, fiquei um pouco chateada, mas enfim, se vocês forem ler ou se já leram, me digam se teve algo que poderia deixar o final mais feliz. 

Este livro é muito legal, é daquele tipo que você quer grifas vários trechos, que você rir e chora junto com a personagem. Apesar do final não ter ocorrido o que eu tanto desejava, acho que a intenção/mensagem do livro foi muito bem passada, alcançou o seu objetivo, de que não devemos nos apegar as coisas que nos fazem mal, não viver de aparências, saber tomar nossas próprias decisões e se amar acima de tudo.

Então é isso, chega que já falei demaiiiis kkkkkk.

Se alguém já leio ou tem pretensão me contem !!!

Beeijos e até a próxima!!